Avenida Koeller, 260
Petrópolis (RJ),
CEP: 25685-060

cmv@petropolis.rj.gov.br

(24) 2246-9235

João Pedro Teixeira, Herói da Pátria e a luta pela memória nacional

No dia 8 de janeiro do corrente ano, o presidente da república sancionou a Lei no. 13.598, determinando a inscrição do nome de João Pedro Teixeira no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria.

Trabalhador rural e líder da Liga Camponesa do Sapé, criada em 1958 e que contava com mais de 7.000 camponeses associados, João Pedro foi assassinado no dia 2 de abril de 1962 em emboscada armada por Antônio Vítor, Aguinaldo Veloso Borges e Pedro Ramos Coutinho, latifundiários da Paraíba. Após a morte de João Pedro, a esposa Elizabeth assume, ao lado de Pedro Fazendeiro e Negro Fuba, a liderança do movimento camponês na região. Presa também após o golpe militar de 1964, quando ficou oito meses na cadeia, teve de entrar na clandestinidade para não ser morta. A história tornou-se conhecida, em 1981, por meio do filme “Cabra marcado para morrer”, de Eduardo Coutinho.

A inscrição do nome de João Pedro Teixeira no Livro que se encontra depositado no Panteão da Pátria e de Liberdade Tancredo Neves, em Brasília, contribui para perpetuar a disposição de luta pela reforma agrária e para a luta comum das lideranças populares, como Zumbi dos Palmares e Chico Mendes. Estabelece, assim, uma memória distinta daqueles oficiais militares ou políticos que são vistos como os construtores da Pátria.

Para conhecer mais a respeito vale acessar o Memorial das Ligas Camponesas e a Exposição “Memória Camponesa”, organizada pela Secretaria de Direitos Humanos.

Share